Em tempos de crise, o planejamento familiar é muito importante para não entrar no vermelho.

Acredito que um bom método de fazer isso é fazer uma priorização das contas, geralmente fizemos isso por dois tipos de contas:

post12

 – Despesas essenciais: São as despesas que não podemos ficar sem, como água, energia elétrica, telefone, transporte, aluguel, alimentação, saúde entre outros.

– Despesas não essenciais: São os gastos com itens que você consegue ficar sem, porém estão presentes em seu dia a dia, são eles, o lazer, viagens, academias, TV a cabo, e diversos outros que você tem, e não são obrigatórios.

Esta priorização é importante para que você consiga identificar qual o seu custo fixo mensal, e qual a % deste custo é essencial, o número ideal é que ele não ultrapasse 50% da sua renda.

O ideal é colocar tudo isso de uma forma que você consiga administrar (planilha, software), pois assim facilita o controle.

Algumas dicas para organização das contas:

  • Diminuir os gastos não essenciais (desnecessários) é essencial para ter equilíbrio nas contas e não ficar no vermelho, com isso conseguimos reduzir até 40% dos gastos;
  • Poupar, essa é a regra, sempre poupar até 30% da renda, sabemos o quanto isso é difícil, porém é necessário para evitar transtornos futuros. Um método bastante eficaz é fazer isso de forma automática, como se fosse uma conta á apagar (poupança e ou aplicações programadas), você deve reservar parte da renda para “poupar” e não esperar o final do mês para ver se sobra, pois dificilmente irá sobrar;
  • Avaliar e renegociar os gastos fixos. Procurar alternativas para redução e consumo e reavaliar as possibilidades em cada um deles;
  • Planejar sempre, planejar as férias, planejar a compra de novos Bens (TV, Carro, casa, entre outros), pois quem planeja sempre consegue negociar melhor, e está preparado. Diferente de quem compra por impulso, sem planejamento;